Matriz de Eisenhower, o que é e como utilizar

Matriz de Eisenhower, o que é e como utilizar

Matriz de Eisenhower

A Matriz de Eisenhower é uma ferramenta simples que ajuda na priorização de tarefas, ajudando-nos a distinguir o importante do urgente de forma rápida e eficiente.


A Matriz de Eisenhower é da autoria do ex-presidente dos EUA, Dwight D. Eisenhower, e parte de duas questões essenciais: 


  • é importante? 
  • é urgente?

“O que é importante raramente é urgente e o que é urgente raramente é importante.” 


Dwight Eisenhower, 34º Presidente Americano


Neste ponto, vale a pena distinguir que as atividades que são mesmo importantes oferecem resultados, enquanto as atividades urgentes exigem atenção imediata, estando geralmente associadas à obtenção de objetivos de outras pessoas.


As atividades importantes:

  • São relevantes na vida;
  • Têm prazos de execução e nunca são urgentes;
  • Embora tenham prazos definidos, não geram stress, nem exigem ação imediata;

As atividades urgentes:

  • O seu tempo é escasso ou já se esgotou; 
  • São exigências em cima da hora, que não podem ser previstas e que causam stress e tensão; 
  • Já podem ter sido importantes, mas quando foram adiadas, passaram a urgente;

Como estamos habituados às urgências da vida, acabamos por adiar o que é importante e só o realizamos quando se torna urgente e extremamente necessário.


Quando distinguimos o que é importante do que é urgente na nossa vida, torna-se muito mais fácil compreender e resolver os problemas, assim como perceber como utilizamos o nosso tempo. 


Com base nas 2 questões propostas por D. Eisenhower, uma tarefa acaba por se enquadrar sempre numa, e só uma, das 4 categorias, que são a base da Matriz de Eisenhower:

– Importante e Urgente

Estas tarefas dividem-se em duas categorias: aquelas que não podíamos prever, e aquelas que deixámos para o último momento. 


A última categoria pode ser perfeitamente evitada se planeares as tuas atividades com antecedência e evitares procrastinar. Todavia, as crises e os imprevistos, não podem ser previstos e daí a melhor estratégia ser reservar sempre algum tempo na tua agenda para lidar com assuntos inesperados. Eu aconselho a não planear 30% do nosso tempo útil para que consigamos encaixar os mesmos.

– Importante e Não Urgente

São tarefas que nos ajudam a atingir os nossos objetivos. Deves planeá-las com tempo, reservando-o para as completar com calma, para que não se tornem também urgentes.

– Urgente mas Não Importante 

Geralmente, representam situações que nos impedem de concretizar os nosso objetivos e trabalho. Muitas vezes, estas interrupções surgem de pessoas no próprio local de trabalho (colocando-lhe dúvidas ou interrompendo-nos, por exemplo). Aprende a dizer “Não” e tenta reagendar ou delegar.

– Não Urgente e Não Importante

Estas atividades são meras distrações e devem ser evitadas ao máximo – ignoradas ou até canceladas. Dizer não e ser claro quanto aos teus limites e objetivos torna mais provável que no futuro te peçam menos coisas “não importantes e não urgentes”.


Para aumentares a tua produtividade e foco, convido-te a classificares as tuas tarefas diárias num destes 4 quadrantes e a posteriormente decidires em consciência o que pretendes fazer com cada uma delas, para isso faz download da Matriz de Eisenhower editável.


No curso prático HANDS ON: aumenta a tua produtividade abordamos em mais detalhe a Matriz de Einsenhower e outras ferramentas que te ajudam a levar a tua produtividade a outro nível, sempre com flexibilidade e sem entrar em burnout!


Em suma:

  • Não deixes que o importante se torne urgente; planeia e faz com antecedência;
  • Classifica as tarefas em 1 – importantes e urgente, 2 – importantes, mas não urgentes, 3 – urgentes mas não importantes e 4 – não urgentes e não importantes.  

Matriz de Eisenhower

Gere as tuas tarefas de uma forma mais eficaz e melhora a tua produtividade com a ajuda desta Matriz de Eisenhower. Faz o download gratuitamente no formulário abaixo.

.

Se gostaste deste artigo guarda-o no Pinterest

4 Comments

  1. Daniela Fonseca

    Muito obrigada pela partilha Claudia. Gosto de fazer a minha To do lists e não conhecia este método.
    Adorei o conteudo da sua newsletter.

    1. claudia

      Obrigada querida Daniela! Um beijinho

  2. Cristina Paulino

    Obrigada Cláudia. É bom termos uma referência para nós guiar.
    Bom Ano 2021!

    1. claudia

      Um beijinho Cristina! Bom ano! 💛😘

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *