Como desacelerar o tempo?

Como desacelerar o tempo?

desacelerar o tempo

Vivemos em piloto automático. Cada vez mais, fazemos determinadas coisas de forma automatizada e deixamos de estar ligados a momentos que realmente merecem a nossa conexão. Tudo é feito a um ritmo acelerado para cumprir prazos ou atingir expectativas e sentimo-nos dominados por sentimentos de stress, ansiedade e frustração. É preciso desacelerar o tempo e viver de uma forma mais presente e plena – e quero partilhar contigo como podes fazê-lo, neste artigo.



Porquê desacelerar o tempo?

Vivemos num mundo que está a um ritmo alucinante e, cada vez mais, sentimo-nos com a necessidade de fazer mais, só para acompanhar. Enchemos a agenda de tarefas para sentir que estamos a ser produtivas e acabamos o dia a sentir-nos culpadas, ansiosas e frustradas. Vivemos neste loop, na sensação de que não fazemos o suficiente ao invés de compreendermos o quão importante é desacelerar.


Desacelerar o tempo significa ter tempo para desfrutar das manhãs ao invés de ir a correr para o emprego. Significa ter tempo para ir almoçar com uma amiga sem sentir a culpa das tarefas que ficaram para trás. Significa chegar ao final do dia sem a sensação de que “ficou tudo por fazer” e que há tempo para ler um livro com serenidade. Significa estar realmente presente, estar a viver cada momento, a sentir e a desfrutar das sensações que o nosso corpo nos oferece a cada minuto.


Desacelerar o tempo é uma escolha consciente e nem sempre fácil, no entanto vai permite-nos ser mais felizes e apreciar a vida com mais sentido. Permite-nos deixar de viver no automático e começar a estar presentes.



8 formas de desacelerar o tempo e viver com mais plenitude

Desliga o telemóvel

Pensa comigo: quando foi a última vez que desligaste o telemóvel? A tecnologia tem benefícios maravilhosos para o nosso quotidiano, mas a verdade é que, neste momento e de alguma forma, o telemóvel faz-nos sentir que temos a obrigação de estar sempre disponíveis e conectadas. O mais comum é que estejamos constantemente a ser impactadas por notificações, mensagens, chamadas, etc. – e isto já para não falar do tempo que passamos desnecessariamente nas redes sociais. Define momentos para desligares o telemóvel ou, no mínimo, para ficares o mais offline possível.


Passa mais tempo no exterior

Está comprovado cientificamente que estar em contacto com a natureza tem uma série de benefícios para o teu bem-estar, inclusive na diminuição dos níveis de stress e de ansiedade. Estar no exterior vai também ajudar-te a desacelerar, por isso, faz caminhadas, vai ver o mar ou o pôr do sol ou programa uma atividade em família no campo. Aproveita o momento para te desligar das preocupações e foca-te apenas em desfrutar da serenidade que a natureza tem para te oferecer.


Medita ou faz exercícios de respiração

Pessoalmente, sou uma grande fã de meditação. Gosto de meditar todos os dias de manhã, durante um mínimo de 10 minutos. Além de me sentir muito mais preparada para enfrentar o dia, sinto-me automaticamente com mais clareza e serenidade. No entanto, sei que a meditação é uma prática que não atrai toda a gente. Assim sendo, recomendo que em alternativa, tires 5 minutos do teu dia para te focares na tua respiração. Concentra-te apenas no ar a sair e a entrar nos teus pulmões e não deixes que mais nenhum pensamento te assombre durante estes minutos.


Acorda mais cedo e desacelera as tuas manhãs

Dependendo do quão frenético for o teu ritmo no dia a dia, acordar mais cedo pode ser o segredo para conseguires desacelerar o tempo. Se fores mais, como é o meu caso, acordar cedo permite-te ter um tempo para ti própria, antes que a restante família acorde. Para mim, este tempo é sagrado. É o momento em que medito, faço exercício e tomo o pequeno-almoço na companhia de um livro, práticas que provavelmente não conseguiria encaixar no meu dia (com o mesmo sossego) de outra forma.


Planeia o teu dia de forma realista

O planeamento é o outro dos grandes segredos para conseguires desacelerar o tempo. No entanto, de nada te adianta criares uma lista de tarefas se esta não for realista. Alocares mais tarefas para ti própria do que aquelas que podes cumprir num dia só te trará mais ansiedade e frustração. Sê realista com o teu tempo, ganha controlo e, acima de tudo, lembra-te que não podes fazer tudo no mesmo dia. O teu tempo é limitado, por isso sê seletiva e realista.


Esforça-te por realmente estar envolvida com os outros

É comum que, muitas vezes, mesmo em momentos de interação com outras pessoas não estejamos realmente presentes no momento. Muitas vezes, cedemos à tentação de estar nas redes sociais ou de deixar a nossa mente divagar ao invés de estarmos focados no momento e naquilo que os outros estão a dizer. Quando estás acompanhada, esforça-te por estar realmente “ali”. A tua companhia merece! E, caso não queiras estar, o melhor ´é realmente dizer não.


Pratica a gratidão

Praticar a gratidão diariamente ajuda-nos a estar mais conscientes das bençãos que temos na nossa vida. Ajuda-nos a valorizar o presente e, acima de tudo, a perceber o quão importante é estarmos conectados a cada momento. Experimenta fazer um diário da gratidão ou, pelo menos, retirar 5 minutos do teu dia para agradeceres aquilo que te rodeia.


Saboreia os alimentos

Já reparaste na quantidade de vezes que comemos em frente à televisão ou ao telemóvel? Mesmo quando estamos acompanhadas, quantas vezes tiramos o tempo para saborear a nossa refeição? Realmente sentir o sabor dos alimentos e, acima de tudo, o prazer que estes te trazem. Experimenta desacelerar e saborear o teu café ou o teu chá preferido. Vais ficar surpreendida com o quão presente este simples gesto te vai fazer sentir.



Desacelerar o tempo é o segredo para uma vida mais feliz!

Estas são apenas algumas mudanças no teu dia a dia que podem ter um impacto gigantesco no ritmo da tua vida. Espero que este artigo te tenha ajudado a compreender o quão importante é saberes como desacelerar o tempo e realmente conseguir desfrutar da tua vida. Segue-me em no instagram em @claudiaganhao para mais dicas de bem-estar, organização, gestão do tempo, produtividade e minimalismo.



Se gostaste deste artigo, guarda-o no Pinterest

1 Comment

  1. Idalina Lima

    Cláudia
    Que bom, sermos chamadas á realidade: viver o dia da melhor forma. Devagar. Que bem q me fazem as suas palavras. Inspiradoras.
    OBRIGADA
    Idalina Lima

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado.