Minimalismo

Deixar de viver em piloto automático

No artigo de hoje partilho algumas dicas para deixar de viver em piloto automático, aquele estado meio inconsciente de estar e viver…

Mas comecemos pelo início.

O que é viver em piloto automático

É um estado da mente no qual agimos sem uma intenção consciente ou sem a consciência do momento presente, tomando decisões inconscientes e automáticas que não se alinham com o modo como queremos viver.

Ao longo do dia, executamos várias ações automáticas porque só assim conseguimos ser eficientes, além de ser uma vantagem evolutiva, por um lado, por outro, resulta de vários anos de aprendizagem em que o cérebro criou vias neuronais de acesso imediato para criar rotinas e hábitos.

Um bom exemplo de piloto automático é quando estamos a conduzir, começamos no ponto A e chegamos ao ponto B sem nos lembrarmos do percurso, ou seja, conduzimos de forma totalmente automática e a nossa mente vagueou…

O problema que existe em relação ao piloto automático reside no que nos está acontecer ao mesmo tempo que desempenhamos as rotinas. Ou seja, é como se estivéssemos adormecidos, sem estarmos conectados ao que nos rodeia ou perdidos em preocupações sem sermos capazes de sair delas.

Estamos ausentes nos momentos cruciais da vida, tornando difícil tomar decisões intencionais sobre como queremos viver a vida. Em vez de fazermos escolhas conscientes sobre a comida que ingerimos, as pessoas com quem estamos, as coisas que compramos, o trabalho que fazemos e os lugares que vamos, tomamos decisões padrão, sem pensar, ponderar ou questionar.

Podemos então dizer que viver em modo piloto automático é o inverso de viver uma vida intencional.

Sinais que vivemos em piloto automático

Estes são alguns dos sinais que vivemos em modo piloto automático.

  1. Fazer as coisas sem pensar – agimos sem parar para pensar sobre o que estamos a fazer, como estamos a fazer ou o porquê de o fazermos. As nossas decisões e ações são tão automáticas que nem pensamos nelas!
  2. Não conseguir desligar o telemóvel – verificar automaticamente o telemóvel à procura de atualizações, novos e-mails, novidades nas redes sociais.
  3. Dificuldade em lembrar-se das coisas – não estamos totalmente presentes no momento e não nos lembramos de fazer algumas atividades como conduzir, comer ou ter aquela conversa…
  4. Ficar imerso em pensamentos –  estamos constantemente a pensar em coisas que não estão a acontecer quando estamos a fazer outra coisa.

Reconhecem-se em alguns desses sinais?

Tive momentos da minha vida em que vivi totalmente assim, era como se a minha vida não tivesse sabor, deitava tantas vezes a cabeça na almofada e não me lembrava das coisas verdadeiramente importantes… conversas com os meus filhos, o que tinha comido, as pequenas coisas em meu redor.

Tenho feito um caminho e um esforço consciente para viver uma vida mais consciente, presente e com intenção. O minimalismo foi (e ainda é) sem dúvida uma das minhas ferramentas para fazer essa caminhada!

Claro que ainda tenho momentos e fases em que estou mais desconectada e menos intencional, mas tento sempre ajustar o meu caminho. Ajuda-me imenso a prática do journaling, a meditação e por incrível que pareça o descanso e o contacto com a natureza.

Partilho em seguida mais algumas dicas para deixar de viver em piloto automático:

Dicas para deixar de viver em piloto automático

Desligar o piloto automático é, na realidade, um acordar. Acordar, para tomar consciência dos nossos padrões de pensamento e das nossas emoções constituí um exercício de desenvolvimento pessoal

  • Definir a intenção – Ou seja definir qual/quais as intenções que queremos para nossa vida.
  • Mudar a rotina e libertarmo-nos de hábitos – Libertarmos-nos dos hábitos menos positivos e criar uma rotina mais saudável ajuda-nos a ficarmos mais conectados com a nossa essência.
  • Treinar a atenção plena – Estar verdadeiramente presente a cada momento, escolhendo técnicas de mindfulness, meditação, journaling.

Resumindo, a primeira coisa é criar uma visão da nossa vida, definindo as nossas intenções. Uma vez conscientes do que queremos, podemos alinhar pensamentos e ações e praticar estar verdadeiramente presente a cada momento.

Somos mais felizes quando os nossos pensamentos e ações estão alinhados.

Então, da próxima vez que estiveres preso no trânsito ou a conversar com alguém, observa o que está à tua volta, o que vês, o que ouves e o que sentes no momento presente. É simples, mas poderoso. Isso ajudar-te-á a ser mais intencional em todas as áreas da tua vida e deixar de viver em piloto automático

Guarda este artigo no Pinterest para deixar de viver em piloto automático

(Visited 1.115 times, 1 visits today)

4 thoughts on “Deixar de viver em piloto automático”

  1. Que saudades dos tempos em que eu vivia em piloto automático (até aos 30 anos). De momento que tomei consciência de mim, do mundo, dos problemas, da fome mundial, das doenças das crianças, da política mundial, da podridão do ser humano, tornei-se ansioso e stressado. Era tão bom viver no automático, o que tinha que ser feito, fazia; era feliz sem o saber. Tomar consciência das coisas nem sempre é bom. Os sentimentos apoderam-se de nós e aparece o nó no estômago e a pressão na cabeça. Depressão?
    Consciência de que o mundo não é tão bom como pensávamos como quando jovens. A Humanidade está podre. Guerras, fome, avareza, ganância, corrupção, comunismo, socialismo, antifas anarquicos a destruir a civilização. Andamos 20% de pessoas boas a lutar contra 80% de podridão. É duro tomar conhecimento desta realidade.
    Tomar consciência do receio do futuro. O stress e a ansiedade apoderam-se de nós. Medo de perder. Tomar consciência que no amanhã podemos não ter subsistência. O nó no estômago aperta. Tomar consciência que não seremos jovens para sempre e que os nossos não durarão para sempre.
    Era tão bom ser jovem e viver em piloto automático.

      1. Olá, Victor! Eu li o artigo da Cláudia e gostei muito; quase sem querer li seu comentário e senti sua desesperança e tristeza com o que está acontecendo no mundo e com as pessoas e gostaria de compartilhar contigo uma mensagem animadora sobre o futuro. O nosso Criador se importa muito conosco e tem um propósito maravilhoso para a terra e a humanidade. Ele promete em Sua palavra, que vai tirar da terra tudo e todos que causam sofrimento e tristeza. Se puder, Leia isso em Apocalipse 21:3,4 e salmos 37:9,10 e 29. Se quiser saber mais, lhe convido a conhecer o site JW.ORG. É gratuito e muito interessante. Desejo tudo de bom para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *